• Quinta, 24 de Junho de 2021

Número de pontos fechados no Centro causa tristeza

Em algumas ruas, trechos inteiros sem movimento

imagem
Rua da Carioca, Rio (Reprodução)

Não é apenas por causa da pandemia e tampouco um problema isolado de Campos. Ao contrário, as áreas centrais de várias cidades passaram a sofrer uma espécie de ‘evasão’ a partir da crise econômica de 2014/16 e tiveram que fechar as portas.

No Rio, por exemplo, algumas ruas de grande tradição do Centro, como Rua da Carioca (em particular imediações da Praça Tiradentes), Lavradio, Mem de Sá, parte da Riachuelo, Uruguaiana e várias outras parecem trechos de cidades fantasmas.

Por outro lado, a Avenida Rio Branco e entorno – bem como as principais do Saara: Senhor dos Passos, Buenos Aires, Alfândega, Regente Feijó, Rua da Conceição, etc – seguem movimentadas e equilibram o cenário, para não falar no polo gastronômico da Lapa, de singular importância no processo de revigoração do Centro carioca. (*Continua)