• Segunda, 22 de Junho de 2020

É “imprecionante” o que aconteceu com Weintraub

Ex-ministro que não sabe escrever, deixa todos “paralizados”

Um ministro da Educação que não sabe escrever, diria um analfabeto funcional, que escreve impressionante com ‘c’ – coisa que se aprende no fundamental. Em outro momento, num ofício, escreveu paralisação com z.

Um ministro da Educação que não tem a menor educação, como deixou claro na forma como se comportou na tal reunião de 22 de abril.

Um ministro da Educação que, sem a menor cerimônia, diz que “botava esses vagabundos todos na cadeia, começando pelo STF”.

Um ex-ministro da Educação sobre o qual – normalmente – se diria que ‘morreu pela boca’, perdendo o cargo por ter falado asneira.

Mas não no Brasil. No Brasil, o ex-ministro da Educação –  analfabeto, sem educação, reacionário e hostil – comete todas essas barbaridades e é indicada e ganha presente de Bolsonaro: é indicado por Bolsonaro para o Banco Mundial, com salário de R$ 115 mil (como ministro recebia R$ 31 mil) e vai morar em Washington.

Na saída, gravou um vídeo ao lado de Bolsonaro, em que diz: “O presidente já referendou. Obrigado presidente”. No final, pede um “abracinho”. Ganhou, também!