• Quarta, 12 de Fevereiro de 2020

Veteranos voltam por conta do fracasso da 'nova geração'

Há dois/três anos os grandes clubes do Brasil passaram a apostar na 'nova geração', não tão nova assim: na faixa dos 40/45 anos. Foi a vez de Doriva, Zé Ricardo, Jair Ventura, Micalle, Argel, Thiago Larghi, Barbieri, Jardini, Carille, Alberto Valentim e outros. Todos demitidos.

E aí virou a chave. Este ano o Santos trouxe o português Josualdo Ferreira, de 73 anos; em 2019, o Fla ganhou tudo com Jorge Jesus, de 65. Luxemburgo, de 67, assumiu o Palmeiras; e Abel Braga, também de 67, o Vasco. 

Firme no Grêmio está Renato Gaúcho, sempre um 'garotão', mas bem pertinho dos 60.