• Terça, 26 de Maio de 2020

Uma hora... vai ‘dar problema’

Se avançar mais, chega onde?

imagem
Presidente Bolsonaro (Reprodução)

“Quem manda sou eu”, “Eu sou a Constituição” e “Vou interferir”, são algumas das mais recentes frases do presidente Bolsonaro. Junte-se a estas, a revelação de que possui um sistema particular de informação.

Tudo sob o olhar relativamente silente das entidades civis, do Congresso e do Supremo.

Lembrando que há mais um ano Bolsonaro disse que “democracia e liberdade só existem quando as Forças Armadas querem”, cabe refletir onde isso tudo vai parar.

A impressão é que o presidente, no silêncio omisso das autoridades, vai subindo o tom das atitudes temerárias, ganhando tamanho, até que não possa mais ser confrontado.

Porque, do jeito que está, ou as instituições criam coragem para impor limites, ou Bolsonaro – cercado de ministros militares, frise-se – vai avançar sabe-se lá para onde.